/images/JMlogos/MantasDoBrasil.png

Saiba mais sobre a raia manta

- A espécie Manta birostris, vedete dos mergulhadores da Laje de Santos, conhecida como raia-jamanta ou apenas raia manta gigante, é a de maior tamanho entre as raias e foi descrita em 1792;

- É um dos maiores peixes do mundo, podendo alcançar oito metros de envergadura e pesar mais de duas toneladas;

- As manchas e pintas no seu ventre são únicas, como impressões digitais, servindo para diferenciar um indivíduo do outro.  As mais raras são as de coloração toda negra (melanísticas) e as com pigmentação escassa (leucísticas);

- Possui de três a quatro mil micro dentículos, embora se alimente do plâncton e pequenos peixes  filtrados da coluna d’água;

- Apesar de impressionar com suas dimensões e velocidade, não possui ferrões, espinhos ou outras formas de defesa além de seu gigantesco tamanho;

- São animais de vida longa, podendo viver mais de 20 anos;

- Seu cérebro é o maior entre todos os peixes, proporcionalmente ao seu tamanho;

- Desloca-se por grandes distâncias nos oceanos e realiza mergulhos a profundidades superiores a mil metros e com água a temperaturas próximas a três graus Celsius;

- São animais placentários, dando à luz apenas um filhote por gestação, que dura aproximadamente 12 meses;

- Normalmente o intervalo entre gestações é de dois anos, o que faz com que uma fêmea seja capaz de gerar apenas 4 ou 5 filhotes em toda a sua vida;

- Está classificada como “VULNERÁVEL” na lista vermelha da IUCN de espécies ameaçadas, em razão de sua lenta capacidade reprodutiva, pesca excessiva e captura acidental por redes de emalhe e espinhéis;

- Em 2009 foi comprovada a existência de uma segunda espécie de raia manta, Manta alfredi, que antes era considerada uma única espécie junto com a Manta birostris. Uma provável terceira espécie de raia manta incidente no Atlântico Norte (ainda sob a denominação de Manta birostris) está em vias de ser descrita por biólogos;

- A grandiosidade do seu tamanho pode ser comparada à sua docilidade. Costuma interagir pacificamente com seres humanos, encantando desde os mergulhadores iniciantes até os mais experientes com e beleza de suas gentis e sofisticadas manobras pelos oceanos.


Ações

- Realizar estudos científicos sobre as raias mantas que visitam o P.E.M. da Laje de Santos (PEMLS) durante o inverno, além de ampliar este estudo para outras áreas onde estas raias vêm sendo avistadas em todo o litoral brasileiro.

- Registrar o comportamento das raias mantas através de observações e filmagens, além de realizar a foto-identificação dos indivíduos avistados;

- Implantar mini transmissores portáteis (tags) que processam, codificam e enviam, via satélite, vários dados importantes como profundidade, luminosidade, salinidade, temperatura/pressão do ambiente em que a raia manta habita. Com essa informação, é possível estudar em detalhes o comportamento dos animais ao longo de seus deslocamentos em mar aberto;

- Coletar amostras para posterior análise genética populacional;

- Medir o tamanho das raias através de fotogrametria a laser, técnica que permite obter com ótimo grau de precisão o real tamanho da raia, expresso através de sua envergadura;

- Participar ativamente na formulação de políticas públicas de conservação e proteção de áreas marinhas, em especial as que possam ajudar na preservação da raia manta, no Brasil e no mundo;

- Executar atividades de educação ambiental para o público geral de todas as idades e vários segmentos da sociedade, como pescadores, mergulhadores, professores e órgãos governamentais a fim de transmitir não só o conhecimento científico sobre o animal, mas também a todos os riscos a que estão expostos.

O Que é?

O Projeto Mantas do Brasil é um projeto de preservação e pesquisa científica da raia manta gigante (Manta birostris), realizado pelo Instituto Laje Viva e patrocinado pela Petrobras por meio do Programa Petrobras Socioambiental, desde 2010, e pela CODESP, desde 2015.

Objetivos

- Ampliar a base de dados do Instituto Laje Viva, cujo acervo fotográfico contempla o registro histórico desta espécie no P.E.M. (Parque Estadual Marinho) da Laje de Santos e adjacências, mas também contribuir com a base de dados mundial através do Manta Matcher, programa desenvolvido para concentrar os registros fotográficos de mergulhadores e da rede de projetos que estudam a espécie ao redor do mundo;

- Estimar o tamanho populacional da raia manta no Brasil;

- Determinar suas rotas migratórias na costa brasileira;

- Conscientizar a todos sobre a necessidade da preservação das raias mantas e do uso sustentável de nosso litoral como seu habitat;

- Divulgar e observar o cumprimento da legislação de proteção da espécie no Brasil, sancionada em março de 2013.